Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contracorrente

Dá que pensar

Portugal já tinha das prestações sociais mais baixas da OCDE antes da austeridade. Agora, Portugal é o país da OCDE que mais cortou em prestações sociais. É um convite à reflexão sobre o que lemos e vemos. Não se fala disto nos jornais, no comentário político, nas prioridades dos políticos, pelo contrário. É-nos oferecido um discurso que não corresponde à realidade. Não me parece que seja apesar da situação mas, justamente, porque asituação o permite. Um estado social fraco na sua intervenção é um estado social enfraquecido politicamente, um alvo mais vulnerável. Temos uma sociedade muito desigual no contexto europeu, um estado que favorece essa desigualdade, cada vez mais, e um discurso público de suporte dessa atuação, enraizado no mito de que somos um país demasiado igualitário e socialista. Não somos, de todo. Importa começar a compreender isso.